referência ao original

NHANDEREKO – NOSSO MODO DE VIVER

Nhandereko é como nós, Guarani Mbya, chamamos o que o jurua chama de cultura. Mas nhandereko para nós é mais do que isso. É todo o nosso modo de ser, o nosso modo de viver, o jeito como nós educamos nossos filhos e nossas filhas, como enxergamos o mundo, como nos relacionamos com a nossa espiritualidade. É impossível para o jurua entender o que é o nhandereko, porque somente vivendo é que se compreende o que ele é.

Mas nós queremos que jurua kuery aprendam mais sobre a nossa cultura — sobre o nhandereko — pra que diminua o preconceito que eles têm. Desde pequenos, na escola, na televisão, nos livros, os juruas aprendem tudo errado sobre o índio. Eles pensam que índio de verdade é só aquele que vivia em 1500, que andava pelado e que foi facilmente enganado pelos jurua. E isso não é verdade.

Estes vídeos são pra que os juruas aprendam um pouco mais sobre o nosso mundo.

Nhanhoty – Semente Tradicional Guarani

Realização: Programa Aldeias

Produção: Grupo Audiovisual Tenonde Porã

Ano / Duração: 2015 / 5 min.

Sinopse: Nhanhoty – Semente Tradicional Guarani é o registro de um projeto realizado pela comunidade Guarani Mbya das aldeias Tenonde Porã e Kalipety, na cidade de São Paulo. O projeto propôs apoiar o resgate e o fortalecimento do cultivo e a preservação das sementes tradicionais do povo Guarani Mbya, tendo como público alvo as crianças e jovens da comunidade.

O projeto foi concretizado pelo Programa VAI II da Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo.

LINK PARA DOWNLOAD

Nhamombaraete nhande ropy’i – Fortalecendo nossa casa de reza

Realização: Programa Aldeias

Produção: Grupo Audiovisual Tenonde Porã

Ano / Duração: 2015 / 10 min.

Sinopse: O fumo de corda – Petỹ – é parte essencial da cultura Guarani Mbya, usado principalmente na Casa de rezas. Através da fumaça, os xeramõi kuery se comunicam com os Nhanderu kuery (divindades) quando realizam os rituais sagrados de cura, consagração, batismo, danças e cantos. Atualmente o fumo de corda utilizado é comprado na cidade, o que traz preocupações à saúde.

Em 2013 a comunidade guarani Tenonde Porã elaborou um projeto de cultivo e confecção do petỹ, que foi viabilizado pelo Programa VAI I da Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo.

LINK PARA DOWNLOAD

Ka’a’i – O ritual da erva-mate

Realização: Participantes do Ponto de Cultura “Arandu Porã”

Produção: Centro de Trabalho Indigenista / Comunidade Guarani do Ribeirão Silveira

Ano / Duração: 2014 / 20 min.

Sinopse: Documentário produzido pelos participantes das oficinas de formação audiovisual do Ponto de Cultura “Mbya Arandu Porã”, sediado na aldeia guarani Ribeirão Silveira, Bertioga, SP. O ka’a’i, ritual da erva-mate, é realizado todos os anos como uma celebração da chegada do Tempo Novo (Ara Pyau). É um dos momentos em que os guarani reafirmam os laços com seus ancestrais divinos, os Nhanderu Kuery, e pedem para que sejam fortalecidos.

LINK PARA DOWNLOAD

Xondaro ha’egui xondaria jeroky – A dança dos Xondaros

Realização: aldeia tekoa Tenonde Porã

Produção: Jera Giselda

Ano / Duração: 2013/2014 / 31 min.

Sinopse: Projeto de fortalecimento da dança “Xondaro”, realizado pela aldeia guarani Tenonde Porã em parceria com a aldeia Rio Silveira.

A dança do Xondaro e Xondaria é uma forma de defesa e de permanência da tradição Mbya Guarani. Ela contribui para agilidade, coragem e força – física e espiritual – desde as crianças até os mais velhos.

As atividades locais foram conduzidas principalmente pelo mestre dos xondaro, Pedro Vicente Karai. Há mais de 12 anos ele vive na aldeia Tenonde Porã, em São Paulo, onde tem ensinado aos mais novos sobre a arte do “Xondaro”

LINK PARA DOWNLOAD

Guairaka’i ja – O dono da lontra

Realização: Wera Alexandre

Produção: Centro de Trabalho Indigenista – CTI

Ano / Duração: 2012 / 11 min.

Sinopse: Segundo os Guarani-Mbya, todos os seres que habitam esse mundo tem algum espírito-dono que zela por eles, inclusive os animais de caça. Alguns desses “donos” podem ser especialmente vingativos caso se sintam desrespeitados.

LINK PARA DOWNLOAD

Ojepota rai va’e regua – Sobre aquele que quase se transformou

Realização: aldeia tekoa Tenonde Porã

Produção: Programa Vocacional Aldeias

Ano / Duração: 2012 / 14 min.

Sinopse: Um jovem recém-casado vai constantemente à mata olhar suas armadilhas, até que um dia encontra sua cunhada, irmã mais nova de sua mulher. Curta-metragem realizado durante oficinas de formação audiovisual na aldeia guarani Tenonde Porã.

LINK PARA DOWNLOAD

Ajaka Para Regua – Cestaria Guarani Mbya

Realização: aldeia tekoa Tenonde Porã

Produção: Jera Giselda

Ano / Duração: 2011 / 15 min.

Sinopse: Pequeno documentário sobre os saberes artesanais guarani relacionados ao ajaka, cesto guarani que tem a taquara como matéria-prima. O filme traz imagens das oficinas de fortalecimento dessa prática e entrevistas com os participantes.

LINK PARA DOWNLOAD

Jaguata Pyau – A terra onde pisamos

Realização: Maria Inês Ladeira

Produção: Centro de Trabalho Indigenista

Ano / Duração: 1998 / 48 min.

Sinopse: Em janeiro de 1997, líderes Guarani-Mbya de aldeias do sul e sudeste do Brasil fizeram, com apoio do Centro de Trabalho Indigenista (CTI), uma viagem à aldeia de Misiones na Argentina e no leste do Paraguai. O objetivo dos viajantes era visitar os “lugares antigos” onde viveram sus antepassados e encontrar parentes que vivem uma luta comum para assegurar seus lugares na terra. Esse vídeo é um registro dessa viagem.

LINK PARA DOWNLOAD